Principais Saúde Variedades

Canoinhas tem caso suspeito de variante Ômicroniante Ômicron

Canoinhas tem um caso suspeito da variante Ômicron. A pessoa teve sintomas leves e já foi liberada do isolamento social. A Secretaria de Saúde de Canoinhas investiga o caso da paciente que teve contato com pessoas que estiveram na Alemanha.

 

Enquanto os sintomas da Delta são pulsações elevadas, baixos níveis de oxigênio e perda de olfato e paladar, a Ômicron causa fadiga, dores de cabeça e no corpo, além de dores na garganta e tosse.

 

Dor de garganta, músculos doloridos, principalmente na região da lombar, nariz entupido, problemas estomacais e fezes moles são possíveis sinais da nova variante.

 

Com o caso suspeito a Secretaria de Saúde de Canoinhas reforça a necessidade de a população procurar a policlínica hoje e amanhã e ficar em dia com a vacinação contra a covid-19. A sala de vacina funciona das 8h às 11h30 e das 13h às 15h.

 

Todos os adultos com 18 anos ou mais vacinados com as duas doses da Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer há mais de quatro meses podem procurar um ponto de vacinação em Canoinhas para tomar a dose de reforço.

 

 

  • D2 CORONAVAC para vacinados até 26/11
  • D2 PFIZER  para vacinados até 25/10
  • D2 Astrazeneca para vacinados até 11/10
  • Reforço da Janssen para todos os que tomaram a dose única do imunizante
  • Dose reforço para profissionais de saúde: é preciso apresentar comprovante de função.
  • DA Dose Adicional imunossuprimidos com declaração médica da morbidade
  • D1 Idade acima de 12 anos

 

 

 

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (SUV), confirma a identificação do primeiro caso importado da variante Ômicron do coronavírus. O caso é de um homem de 66 anos, morador de Jaraguá do Sul, que retornou de uma viagem da África do Sul no início de dezembro.

Comente esta matéria: