Principais PsicoAção

A diferença entre emoção, humor e sentimento

Procurando assuntos para escrever artigos me deparo com o tema do título no site psicologiamsn.com do Psicólogo Dr Felipe de Souza, este site organizado pelo autor reúne rico conteúdo para estudantes de Psicologia e interessados no tema de maneira geral. Você já se perguntou a diferença entre emoção, humor e sentimento? Neste texto trago a visão da Psicologia sobre a questão. Vamos ao tema.

 

Sabemos o que significa sentir, mas nem sempre sabemos identificar o que estamos sentindo e como descrever essas sensações. A Psicologia desde sua emancipação como ciência no século XIX procurou responder tais questões.

 

Antes de tudo, é importante entender a relação corpo e mente. Sentimos sensações corporais, podendo ser tensões nos músculos de maneiras generalizadas, testa, punhos contraídos, etc. E na parte mental podemos perceber que os pensamentos que aparecem com lembranças de algo despertou essa reação, ou o que gostaríamos de fazer, como um impulso de revidar de maneira agressiva, entre outras reações.

 

Alguns de nós tem mais sensibilidade para sentir as emoções no corpo, outros não estão tão conectados com essas sensações que podem ser sutis, este segundo grupo sabe como está emocionalmente pelo vínculo com o que estão pensando. Quando pensam em uma pessoa que possuem alguma desavença sentem raiva ou tristeza, se pensam em uma pessoa amada sabem que estão sentindo amor, embora não consigam localizar seus possíveis músculos relaxados ou tensionados.

 

Até aqui expliquei como funciona o processo de sentir as emoções, agora vamos as causas. As causas das emoções basicamente estão ligadas a avaliações e julgamentos que fazemos sobre acontecimentos. Essas avaliações podem ser extremamente rápidas e imperceptíveis ou incrivelmente elaboradas.

 

Ao ver alguma pessoa que nos agrada de forma inesperada, em segundos sentimos alegria. Se quer percebemos que sentimos alegria pois avaliamos que esse encontro é prazeroso. A alegria apenas aparece, sem importar se a reconhecemos ou não, é como se estivesse guardada em nós.

 

Quando encontramos pessoas que nos desagradam, podemos sentir irritação. Nesse caso, é possível que saibamos que sentimos irritação porque avaliamos que no último encontro sofremos algum tipo de injustiça ou crítica sem razão. Sendo assim, podemos perceber que não sofremos pelas coisas e sim pelo modo como a vemos.

 

Agora vamos para as diferenças propriamente ditas entre emoção, humor e sentimento. O que diferencia estes conceitos é o tempo. A emoção é mais rápida, sentimos tristeza ou alegria conforme a notícia que recebemos, podendo levar alguns segundos ou minutos.

 

Já o humor é mais duradouro. Nosso humor animado ou deprimido pode durar dias ou semanas.

 

E por último, o sentimento, esse é como a emoção só que pode durar anos, como no caso de amar alguém ou cultivar rancor.

 

Como vimos anteriormente, nossas emoções são causadas por avaliações positivas ou negativas de acontecimentos e temos a tendência a negar as emoções negativas como a tristeza e a raiva. Porém a longo prazo anestesiar as emoções não funciona, isso pode anestesiar também as emoções positivas como a alegria, sentir é ter vitalidade, sentir muito pouco não é benéfico para nossa saúde mental. Nossas emoções são sinais de nossos valores, o que avaliamos como interessante ou não. Avaliamos o amigo que nos traz sensações de alegria como uma pessoa importante, podemos ter raiva porque um serviço não é entregue como previsto, sentimos felicidade ao saber que ganhamos algum presente ou quando alcançamos algum objetivo, etc. Em casos de persistir emoção, humor e sentimentos nocivos para nossa vida é recomendável procurar ajuda de profissionais da Psicologia como maneira de entender tal condição a fim de ter um funcionamento mental mais saudável.

 

 

REFERÊNCIA:

SOUZA Felipe. Diferença entre emoção, humor e sentimento. Disponível em:

https://www.psicologiamsn.com/2017/11/diferenca-entre-emocao-humor-e-sentimento.html

 

A Universidade do Contestado do Campus Canoinhas possui O Núcelo de Serviços em Psicologia (NSP) que oferece serviços gratuitos à comunidade e está localizado na rua Roberto Ehlke, n. 85. O Agendamento é realizado via SUS. Procure a Unidade de Saúde Básica do seu bairro

 

Gabriel José Suchara – Discente da 8ª fase do curso de Psicologia da Universidade do Contestado (UnC).

 

Princela Santana da Cruz – Docente do curso de Psicologia da UnC Canoinhas e Mestranda no Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional da Universidade do Contestado (UnC). E-mail: princela@unc.br

 

Jaquelini Conceição – Coordenadora do Curso de Psicologia da Universidade do Contestado (UnC). E-mail: Jaquelini@unc.br

 

Comente esta matéria: