InícioDestaqueO Fantasma da Escola “Você  Acredita ?”

O Fantasma da Escola “Você  Acredita ?”

Últimas notícias

Em ação rápida policias recuperam veículo roubado em Canoinhas

Nesta quinta-feira, 20, a Polícia Militar foi  acionada para...

Mulher vítima de violência doméstica aciona a PM através do botão do pânico

Na manhã desta quinta-feira, 20, uma mulher vítima de...

“Você  Acredita ?”

 

 

Três Barras é uma terra de muitas histórias mal contadas…há quem acredite, mas também há muitos que acham tudo isso uma pura bobagem.

 

 

 

Já estamos entre os anos 2002 – 2003,  não recordo bem a data. Mas foi nessa época que o fato aconteceu. O cenário, uma escola grande, antiga e com muitos alunos no período noturno. O horário, quase vinte e três horas. As protagonistas, Chica e Crenilda, as zeladoras do educandário.

 

 

Há que se lembrar que a grande invenção do ano 2000 foi o surgimento da internet. E a escola tinha já naquele início da década, seis computadores equipados com internet grátis para alunos, professores e demais funcionários. Era a loucura da juventude. Podia faltar merenda, material escolar, professor para dar aula, não fazia mal. Desde que não faltasse a bendita internet.

 

 

 

A sala da famosa internet, ficava além das salas de aula, mais próxima da cozinha e do pátio escolar. Por volta das vinte e duas e trinta, o sinal bateu e lá se foram alunos e professores de volta para suas casas.

 

 

 

Chica e Crenilda tinham que varrer as salas, para deixarem limpas para as turmas do matutino. Estavam na metade do trabalho, quando começaram a ouvir batidas insistentes em alguma porta. Sentiram que alguma pessoa havia ficado presa numa das salas.

 

 

 

Entreolharam-se e puseram os ouvidos a postos.As batidas vinham lá da sala de internet.

 

 

Chica furiosa, foi descendo as escadas esbravejando, dizendo que algum praga havia dormido na sala da internet e que só agora acordara. Dava vontade de não abrir.

 

 

Mas, Crenilda mais tranquila, lembrou que a chave da sala da internet estava dentro da cozinha. Lá foram as duas abrir cozinha, apanhar a chave e abrir a sala da internet.

 

 

 

Quando abriram a porta, não havia ninguém. Assustadas, largaram tudo e malmente fecharam a porta principal da escola, saindo em disparada.

 

 

 

O marido de uma delas chegou até a comentar dias depois: – minha mulher nunca teve medo de nada.Mas do jeito que ela chegou em casa naquela noite, acredito que realmente aconteceu alguma coisa.

 

 

Pelo sim, pelo não fica no ar a questão.E você acredita?

 

(Ramos de Oliveira)

Equipe Gazeta
Equipe Gazetahttps://gazetanortesc.com.br
Somos um jornal de notícias e classificados gratuitos. Estamos há 25 anos no mercado e nosso principal diferencial é o jornal digital.